Vencedor do Globo de Ouro, “La La Land - Cantando Estações” chega aos cinemas

Com Ryan Gosling e Emma Stone, filme do diretor Damien Chazelle levou sete prêmios e é um dos favoritos ao Oscar 2017

la la land musical estreia cinema cmapinasVencedor de 7 prêmios no Globo de Ouro, o jazz musical “La La Land - Cantando Estações” estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 12 de janeiro. O filme do diretor Damien Chazelle conta a história de uma jovem atriz e um músico que se apaixonam enquanto lutam pelos seus sonhos.

A trama recebeu os prêmios de Melhor Comédia ou Musical, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Ator em Comédia ou Musical, Melhor Atriz em Comédia ou Musical, Melhor Canção Original e Melhor Trilha Sonora. O musical também é um dos favoritos ao Oscar 2017. 

O filme começa com uma das cenas contemporâneas mais habituais de uma cidade grande: o engarrafamento de carros que parece não ter fim. É neste cenário que os personagens principais, Sebastian (Ryan Gosling) e Mia (Emma Stone), se esbarram pela primeira vez. O estresse do trânsito serve como pano de fundo para uma incrível dança e coreografia que traz leveza à cena difícil que é comum na realidade.

Mia, uma aspirante a atriz, e Sebastian, um talentoso músico de jazz que está se dedicando a carreira, se encontram em uma cidade conhecida por destruir esperanças e quebrar os corações. Ambientado na moderna Los Angeles, este musical original sobre o cotidiano explora a graça e a dor de perseguir os seus sonhos.

Diferentemente dos constantes remakes e produções que repetem fórmulas de antigamente e apagam a criatividade dos tempos atuais, "La La Land" inova por fazer com que o passado sirva como uma releitura moderna. Assim, o filme dá um novo ângulo para apreciar o presente ao mesmo tempo em que traz a alegria de um musical clássico.

Em Campinas, sessões no Kinoplex do Parque D. Pedro, Cineflix do Galleria e Cinemark do shopping Iguatemi

Veja no blog "CineCultura", de Luiz Andreghetto: "Globo de Ouro 2017: os cinco melhores momentos"

Trailer:

comentário(s)