Edital do MACC contempla seis exposições em 2014

Projetos artísticos foram selecionados e divulgados no começo de janeiro pela Secretaria de Cultura de Campinas

A Coordenadoria Setorial de Extensão Cultural, da Secretaria Municipal de Cultura de Campinas, apresentou os artistas contemplados pelo edital do Museu de Arte Contemporânea da Campinas (MACC) para expor no local em 2014. São eles:

Cláudio Hideki Matsuno com o projeto "A Instalação - A ordem dos Destroços" - Reúne materiais fragmentados, como pedaços de desenhos descartados, objetos encontrados pela cidade e intervenções diretas sobre as paredes.

Museu de Artes Visuais da Unicamp, Maria de Fátima Couto com o projeto "Heranças Construtivas na Arte Brasileira – Seleção de Obras do Acervo da Unicamp" - Como parte da seleção, obras realizadas por artistas atuantes em Campinas nos anos 1950/60, integrantes do grupo Vanguarda, como Raul Porto, Thomaz Perina, Maria Helena Motta Paes e Franco Sacchi, os quais procuraram renovar o ambiente artístico da cidade.

Lúcia Fonseca com o projeto "Cadernos de Artistas" - O projeto dedica-se a estudos práticos e teóricos sobre as intersecções entre livro de artista, arte correio, cadernos de artista e linguagens contemporâneas

Thiago Fernandes Ribeiro com o projeto "Refluxo" – Exposição de desenhos pensada enquanto espaço de constante produção e trocas. O grupo articula-se com base na prática do desenho. O desenho, em sua natureza, é como um fundamento, um princípio.

Nilson Ishiaharu Sato com o projeto "E o Tempo Permanece à Nossa Volta" - série inédita de pinturas, uma reflexão sobre o tempo, a memória e a ausência. As obras (20 na sua totalidade) foram realizadas em 2012 e 2013. São pinturas de tamanhos variados, realizadas com uma palheta marcada pelo preto e o branco.

Martinho Caires com o projeto "Harmonia & Caos" - O projeto propõe uma investigação do espaço urbano segundo a percepção de cada fotógrafo, celebrando a diversidade de olhares. Do documental à arte, do conteúdo à plasticidade, da técnica à livre composição a fotografia continua firme, apesar da enorme disponibilidade de mídias.

comentário(s)