Sinfônica da Unicamp interpreta obra do músico João MacDowell em concertos

Compositor brasileiro é destaque na cena musical de NY. Apresentações da orquestra ocorrem no Castro Mendes na 4ªf (9) e na Casa do Lago na 5ªf (10)

O músico brasileiro, compositor e líder de um movimento que tem renovado a ópera em Nova York, nos Estados Unidos, João MacDowell, nascido em Brasília, terá sua obra “Sinfonia º 1” interpretada pela primeira vez em Campinas, com a Orquestra Sinfônica da Unicamp, nos concertos desta semana, na quarta-feira (9), às 20h, no Teatro Castro Mendes, e na quinta-feira (10), às 19h, na Casa do Lago (Unicamp).

O programa, com regência de Cinthia Alireti, traz, ainda, o jovem violinista brasileiro Moisés Bonella Cunha, atualmente radicado nos Estados Unidos e considerado um dos mais destacados de sua geração.

No repertório, além da peça de MacDowell, também estarão a abertura "L´italiana in Algeri", de G. Rossini, e o "Concerto para violino", de F. Mendelssohn.

Do punk rock ao clássico

João MacDowell tem uma carreira que vai do punk rock à música clássica. Sua banda Tonton Macoute marcou época no circuito alternativo de Brasília, precursores do drum’n bass e do acid jazz. No Rio de Janeiro lançou quatro álbuns que misturavam elementos de MPB e pop.

Aluno da famosa Juilliard School of Music, aperfeiçoou técnicas de composição clássica, e recebeu aulas com David Del Tredici, Samuel Adler, Kendall Briggs e Samuel Zyman.

Acumulando experiência como compositor de trilhas sonoras para cinema, teatro e dança, João mudou-se para Nova York onde trabalhou como produtor de R&B e Hip Hop, estabelecendo residência no bairro do Harlem, onde tem o estúdio de gravação Come Together Music.

Em 2008 estreou sua primeira ópera, “Tamanduá”. Escreveu, ainda, “Flores de Penélope” (2012), e “Gritos e Sussurros” (2014). Nesse meio tempo, uniu-se ao italiano Luigi Porto e ao maestro brasileiro Thiago Tibério para propor uma renovação do gênero operístico, fundindo influências da música popular brasileira, do teatro musical e do pop. Juntos criaram a International Brazilian Opera Company – iBoc, com sede em Nova York.

Paralelo ao trabalho de música erudita, continua a compor no circuito comercial, sendo responsável esse ano pela trilha sonora da Copa do Mundo do canal ESPN.

Sobre sua Sinfonia, a define como uma “jornada musical que serve como trilha sonora de filme imaginário, mas também representa o sonho do compositor candango de alçar grandes voos, sonho de romper a as barreiras formais da música erudita e ter sua música reconhecida junto aos clássicos”.

O solista

Nascido em 1989, o violinista Moisés Bonella Cunha tem se revelado um dos mais destacados músicos de sua geração. Como vencedor de concursos Jovens Solistas, se apresentou com importantes orquestras sinfônicas e de câmara, incluindo a Orquestra Sinfônica da Bahia, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e a Orquestra SESI/Fundarte. Apresentou-se como solista convidado da Orquestra Sinfônica de Santa Maria e da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro. Também participou de gravações para a TV Educativa e TV Senado como solista no projeto SESI Catedrais, sob a batuta do maestro Antonio Carlos Borges-Cunha.

Em 2007, apresentou-se na Sala São Paulo ao lado do pianista Arnaldo Cohen, que o estimulou para estudar na Universidade de Indiana. Nos Estado Unidos, Moisés atuou como spalla na Symphony Orchestra da Indiana University atuando sob a batuta do Maestro Cliff Colnot. Durante a temporada 2013-2014, foi membro da Evansville Philarmonic Orchestra.

O violinista concluiu o curso de Bacharelado em Música na Universidade de Indiana com o apoio da Fundação Conrado Wessel e da The Scott C and Kathrin Schusz Latin American Scholarschip. No Brasil, estudou com Marcello Guerchfeld, mestre que o preparou para conquistas em concursos, recitais e concertos com orquestras. Em 2013, concluiu o curso de Mestrado em Violin Performance com o suporte da Fulbright, além de receber o Artistic Excellence Award.

Serviço:

Orquestra Sinfônica da Unicamp

09/04
Local: Teatro Castro Mendes. Praça Corrêa de Lemos, s/n, Vila Industrial - Campinas. (19) 3272-9359
Horário: 20h
Entrada: R$ 20 e R$ 10

10/04
Local: Casa do Lago (Unicamp)
Horário: 19h
Entrada: gratuita

comentário(s)