Grupo Samba de Gaveta faz show em prol do bloco Nem Sangue Nem Areia

Banda se apresenta neste sábado (14) no Lelles Bar, no bairro Guanabara, a partir das 19h30

Samba de Gaveta Campinas show música bloco Nem Sangue Nem AreiaO grupo Samba de Gaveta fez uma parceria com o bloco Nem Sangue Nem Areia, que desfila pelas ruas da Vila Industrial, em Campinas, todo domingo anterior ao Carnaval, e se apresenta neste sábado (14) para angariar fundos para a agremiação, que comemora 10 anos de volta à folia campineira em 2018. O show da banda vai ocorrer no Lelles Bar e Restaurante, no Guanabara, a partir das 19h30.

No repertório, além dos sambas habituais, o grupo também vai incluir marchinhas carnavalescas. De acordo com o pandeirista do grupo, Sinésio Shina, o Samba de Gaveta tem um motivo especial para ajudar o Nem Sangue Nem Areia. Ele é filho de um dos fundadores do bloco nos idos 1946. “Tenho uma ligação sentimental muito forte com o bloco porque meu pai ajudou a fundá-lo e desfilei com um ano de idade no colo da minha mãe. Foi meu pai quem fez o boi e os cavalinhos de ferro que representavam o grupo. O ensaio da bateria acontecia na porta de casa”, recorda.

Composto por cinco integrantes, Ronei, Adilson, Pezão, Shina e Dino (cinco vocais, violões de 7 e 6 cordas, cavaquinho e percussão), o grupo tem a proposta de resgatar sambas e canções populares de 1965 a 1985. 

Mais sobre o Nem Sangue Nem Areia

A formação original do bloco aconteceu em 1946, por um grupo de famílias da Vila Industrial. O bloco sobreviveu até 1976, quando já havia se transformado em escola de samba. A inspiração para o seu batismo veio do filme “Nem Sangue nem Areia”, do humorista mexicano Cantinflas, uma sátira ao sucesso hollywoodiano “Sangue e Areia”, estrelado pelo galã Tyrone Power.

A relação com o tradicional bairro campineiro ocorreu pelo fato da Vila Industrial ser um bairro que concentrava matadouros e curtumes. Moradores antigos relatam que era comum ver manadas de bois e vacas atravessando as ruas do bairro. Entre as características do bloco estavam os bonecos com cabeções, muitos deles representando personagens do cinema e de histórias infantis, e os bonecos de dois bois – preto e vermelho – e de cavalos, que investiam contra o público, o que garantia a diversão, em especial das crianças.

Após uma decisão polêmica que tirou do Nem Sangue Nem Areia o título do carnaval campineiro em 1976, a agremiação encerrou suas atividades. Em 2009, por iniciativa de um grupo de músicos e jornalistas da cidade, o Nem Sangue Nem Areia renasceu, e em 2018 chegará ao seu 10º desfile na nova fase.

Nesse período, já foram feitas homenagens à Vila Industrial e aos fundadores do Nem Sangue Nem Areia, aos jornalistas Francisco e João Teodoro, precursores da imprensa campineira, ao artista plástico Thomaz Perina e ao Teatro Castro Mendes.

Serviço:

Música: Samba de Gaveta 
Local: Lelles Bar e Restaurante. Rua Sacramento, 756, Guanabara - Campinas. (19) 3305-8300
Data: 14 de outubro
Horário: a partir das 19h30
Entrada: R$ 25
Ingressos antecipados pelo WhatsApp: (19) 99773-7998 ou (19) 99730-1313

comentário(s)