Campinas recebe o concurso gastronômico Comida di Buteco 2013

Este ano o evento reúne 23 botecos da cidade e região. Eleição dos melhores petiscos ocorre de 12/04 a 05/05

Comida di Buteco CampinasO concurso gastronômico Comida di Buteco chega a sua quarta edição em Campinas. De 12 de abril a 5 de maio, 23 botecos espalhados por Campinas, Jaguariúna, Sumaré e Hortolândia concorrem ao título de melhor petisco.

O evento será realizado simultaneamente em 16 cidades em 2013 e, pela primeira vez, também propõe a unificação dos chamados ingredientes convidados, ou seja, a linguiça e/ou a mandioca, escolhidos como base das porções concorrentes nesta edição. 

“O objetivo do concurso é promover a cozinha de raiz e teremos boas surpresas de petiscos neste ano”, garante o gastrônomo e criador do Comida di Buteco, Eduardo Maya. “A novidade de fazer dos ingredientes convidados um pré-requisito para todas as cidades onde é realizado o Comida di Buteco dará o grande tom de desafio nacional, além da simultaneidade de realização que institui o período de abril/maio como a temporada oficial do concurso”, diz Maya. Além disso, o uso destes ingredientes faz com que o dono do bar tenha que criar uma nova receita.

Sobre a escolha dos ingredientes, o criador do concurso diz que foi no óbvio. "
Não se pode falar de cozinha de raiz no Brasil sem que a mandioca seja citada, é uma unanimidade nacional! Já a escolha da linguiça se deu por se tratar de um produto com raízes históricas muito antigas e que figura nas nossas mesas, em praticamente todas as regiões do país”, explica.  

Regras

Cada boteco participante cria um petisco para concorrer. O público e um corpo de jurados têm que visitar os botecos e votar no local. A média entre os quesitos avaliados garante o resultado da premiação. São avaliados de 0 a 10, a higiene, o atendimento, a temperatura da bebida e o petisco (que leva 70% da nota ). O voto do júri vale 50% e do público 50%. O Instituto de Pesquisas Vox Populi é o responsável pela apuração dos votos nas 16 cidades.

Histórico 

Primeiro e maior concurso gastronômico do país, originalmente de Belo Horizonte, foi criado em 2000 com a missão de resgatar e valorizar a cozinha de raiz no Brasil, e estimular os pequenos estabelecimentos, botecos, à novas criações.

Campinas foi escolhida em 2010 para ser a primeira cidade do Estado de São Paulo a receber o evento graças à sua “alma botequeira”. “A cidade tem botecos que funcionam ininterruptamente desde a década de 1940. Isso mostra que os moradores respeitam e cultuam suas raízes, assim como os habitantes dos demais municípios da região, que comprovaram a vocação para o evento visitando os botecos em Campinas nos primeiros dois anos de concurso”, conta Eduardo Maya, que acrescenta que esse movimento turístico foi sentido pelos bares participantes e comprovado pela auditoria de votos da Vox Populi nas três edições anteriores do concurso.

Os botecos escolhidos são aqueles classificados como "espontâneos", ou seja, o estabelecimento em que o proprietário, obrigatoriamente, administra o negócio; sua história e seu dia a dia comungam com a identidade do dono, que na maioria das vezes conta com a força de trabalho de mais pessoas da sua família. Não faz parte de uma rede ou franquia de marca.

Vários botecos que participam são muito tradicionais, tendo de existência, grande parte da própria vida de seus donos. Alguns passaram de pai pra filho, avô para neto. E tem aqueles que são mais recentes, mas com alma de boteco tradicional e espontâneo. Já nasceram com ótima relação com sua vizinhança e seguem fazendo tradição mesmo com menos tempo de existência. São todos estabelecimentos que tem na sua espontaneidade uma marca que os torna únicos e especiais. O que vale é que tenha cozinha boa, a cara do dono e alma de boteco.

Em 2012, o croquete de calabresa do Boteco Rancho Vô Joaquim (foto acima) foi eleito o melhor petisco do Comida di Buteco em Campinas. O segundo lugar foi dividido pelo Bar do Cação (“lanche de carne de onça”) e Boteco do André (bolinho de cupim) – pela primeira vez dois bares dividiram a mesma posição. Já a terceira posição ficou para a coxinha de carne seca do Cultura de Bar.

Botecos participantes em 2013:

Bar da Vendinha

Bar do André Rei do Mé

Bar do Bigodi e da Tia Eli

Bar do Cação

Bar do Cachaça

Bar do Carioca

Bar do Fernando

Bar do Nicola

Bar do Soares

Bar do Zé

Bar Preste Atenção

Boteco do André

Botequim da Estação

Buteco Rancho Vô Joaquim

Casa do Norte Sampaio

Cultura de Bar

Estação Barão

Paella do Chico

Ponto 1 Bar

Possante Bar

Rancho Maria Bonita

Rei do Joelho

Seo Jorge

Confira a lista de petiscos e endereços dos bares

Fonte: assessoria de imprensa 

comentário(s)