Sesc promove passeios turísticos históricos em Campinas em torno do "Protagonismo Feminino"

Roteiros irão seguir até a Casa do Sol, onde viveu a escritora Hilda Hilst, locais que retratam a vida e obra da cantora Maria Monteiro, entre outras atividades

fazenda roseira festival de turismo mulheres no mapa sesc campinasO "Festival de Turismo Mulheres no Mapa", que será realizado nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo entre o final de outubro e início de novembro, destaca o protagonismo feminino na atividade turística por meio de roteiros, bate-papos, oficinas, exibição de filmes e documentários. No Sesc Campinas, três roteiros e um bate-papo fazem parte da programação.

Abrindo as atividades na cidade no dia 23, o roteiro “Passeios e memórias de Hilda Hilst – Casa do sol” promove uma homenagem à Hilda Hilst, uma das principais referências femininas da arte literária nacional, com visita à Casa do Sol, no Residencial Parque Xangrilá, local em que Hilda produziu grande parte de sua obra.

Já o passeio “Tradição lírica – Maria Monteiro” ocorre no dia 30 e é dedicado à primeira cantora lírica brasileira que durante a visita da Família Real à cidade de Campinas, em 1886, integrou o programa de recepção, encantando a Imperatriz Teresa Cristina, que lhe ofereceu uma bolsa de estudos em Canto Lírico em Milão (Itália). O percurso contempla locais da cidade que retratam a vida e história da campineira, além de outros atrativos culturais urbanos, com acompanhamento da historiadora Mirza Pellicciotta. Saiba mais sobre a história de Maria Monteiro no blog da historiadora no Campinas.com.br.

No dia 29, o bate-papo “Protagonismo feminino em Campinas” ira reunir mulheres atuantes no setor de turismo na cidade de Campinas, que construíram sua carreira, fazendo a diferença como empreendedoras na área. Participam do evento Alexandra Caprioli (diretora de Turismo de Campinas), Mirza Pellicciotta (historiadora), Vera Dias Ribeiro (empresária), Laura Santi (professora e consultora de Turismo), com mediação de Silvia Hirao (assistente técnica de Turismo Social do Sesc São Paulo), e apoio da Prefeitura Municipal de Campinas.

Encerrando as atividades do projeto, o roteiro “Cultura afro na Fazenda Roseira” leva os participantes no 6 de novembro para a Casa de Cultura Fazenda Roseira, uma conquista do movimento negro e popular com uma história de luta e resistência protagonizada principalmente por mulheres que referências da cultura afro-brasileira na cidade, articulando atividades educativas com eixos com a cultura, história, mitologia e o meio ambiente. Durante a vivência, haverá uma oficina de turbantes, roda de jongo, dança de roda de origem africana do tipo batuque e também bate-papo com Alessandra Ribeiro, líder da comunidade.

De acordo com o Sesc, a atividade turística tem o potencial de contribuir para o empoderamento das mulheres, seja por ser um setor que gera muitos empregos, por poder dar visibilidade a parte da história protagonizada por mulheres ou ainda por possibilitar vivências transformadoras de vida. Por outro lado, pode também contribuir para a reprodução de preconceitos, exploração e desigualdades de gênero. O festival é um convite para a reflexão sobre as possibilidades propiciadas pelo turismo, as experiências vivenciadas, os desafios e dificuldades da participação das mulheres nesses contextos.

A programação integra o eixo temático do programa "Turismo Social do Sesc São Paulo", que busca ampliar o conceito do viajar. Durante as atividades propostas – excursões, passeios de um dia, estadas no Sesc Bertioga, palestras, expedições virtuais, oficinas e vários outros tipos de vivências – os participantes são estimulados a encontrar um novo mundo: dialogar com outras culturas, interagir com os habitantes dos locais visitados, conhecer seu patrimônio natural e respeitar suas tradições, sempre de forma responsável e consciente.

Programação:

23/10, às 14h00 – “Passeios e Memórias de Hilda Hilst – Casa do sol”
O passeio promove uma homenagem a Hilda Hilst, uma das principais referências femininas da arte literária nacional, com visita à Casa do Sol, no Residencial Parque Xangrilá, local em que Hilda produziu grande parte de sua obra.
Valores: R$ 10 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes - Credencial Plena) e R$ 15 (demais interessados). Vagas limitadas. Inscrições na central de atendimento da unidade.
Saída às 13h30 da unidade.

30/10, às 08h00 – “Tradição lírica – Maria Monteiro”
O roteiro é dedicado a Maria Monteiro (1870 – 1897), primeira cantora lírica brasileira. Por ocasião da visita da Família Real à cidade, em 1886, ela integrou o programa de recepção, encantando a Imperatriz Teresa Cristina, que lhe ofereceu uma bolsa de estudos em Canto Lírico na cidade de Milão (Itália). O percurso contempla locais da cidade que retratam a vida e história da campineira, além de outros atrativos culturais urbanos. Acompanhamento da historiadora Mirza Pellicciotta.
Valores: R$ 10 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes - Credencial Plena) e R$ 15 (demais interessados). Vagas limitadas. Inscrições na central de atendimento da unidade. Saída às 8h da unidade.

29/10, das 14h00 às 16h00 – “Protagonismo Feminino em Campinas”
Bate-papo com mulheres protagonistas atuantes na área de turismo na cidade de Campinas, que por acreditarem na atividade construíram sua carreira e fazem a diferença como empreendedoras na área. Convidadas: Alexandra Caprioli (diretora de Turismo de Campinas), Mirza Pellicciotta (historiadora), Vera Dias Ribeiro (empresária), Laura Santi (professora e consultora de Turismo). Mediação: Silvia Hirao (Assistente técnica de Turismo Social do Sesc São Paulo). Parceria: Prefeitura Municipal de Campinas.
Local: Teatro do Sesc
Entrada: gratuita - Retirada de ingressos na Ilha de Atendimento com 1h de antecedência.

06/11, às 13h00 – “Cultura afro na fazenda Roseira”
A Casa de Cultura Fazenda Roseira, uma conquista do movimento negro e do movimento popular, tem uma história de luta e resistência protagonizada principalmente por mulheres e é uma referência da cultura afro-brasileira, articulando atividades educativas que têm como eixos a cultura, a história, a mitologia e o meio ambiente. Com participação na oficina de Turbantes, Vivência e Roda de Jongo e bate-papo com Alessandra Ribeiro, líder da comunidade.
Valores: R$ 10 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes - Credencial Plena) e R$ 15 (demais interessados). Vagas limitadas. Inscrições na central de atendimento da unidade. Saída às 13h da unidade.

Serviço:

"Festival de Turismo Mulheres no Mapa"
Local: Sesc Campinas. Rua Dom José I, 270/333, Bonfim – Campinas. (19) 3737 1500
Data: entre 23 de outubro e 6 de novembro

Foto: Jefferson Figueiredo (divulgação)

Fonte: assessoria de imprensa 

comentário(s)