Voltar para o visitecampinas.com.br
Para Crianças
Crianças e animais
por Kátia Nunes
Publicado em 12 de dezembro de 2013

Eu só vim ter bichos de estimação há poucos anos. Já Moises não sabe o que é não tê-los em casa. Considero isso uma conquista para ele. Com essa oportunidade julgo que ele tenha ganho muitos e muitos anos de vivência e sai na frente em muitos aspectos, comparado a mim que convivi com animais somente na fase adulta.

O bicho de estimação transforma, humaniza, torna o dono mais responsável e próximo de Deus. O “poder” do animal sobre seu dono influencia outras esferas da vida.

Em visita recente em casa de parentes, deparei com Moises quietinho – isso não é comum – olhando pela janela por um tempo considerável. Estranhei porque, do outro lado, havia apenas uma pequena área cimentada, murada e sem graça na lateral de um sobrado vizinho.

Mas havia um cãozinho lindo lá, só, preso, sob sol forte, sem brinquedos, sem plantas, sem água ou comida. Moises já o tinha visto antes e voltou para confirmar se ele continuava lá. O cão chorava diante da porta fechada há pelo menos uma hora. E Moises estava com lágrimas no rosto, introspecto. Perguntei o motivo da tristeza e ele respondeu: “Faz tempo que deixaram esse ‘carinha’ sozinho, ele está sofrendo e eu também”.

Lamentei pelo cão, mas naquele momento visualizei um menino solidário, preocupado, consciente e amoroso, perfil que, com certeza, eu não tinha aos 8 anos.

Compartilhe

Newsletter:

© 2010-2019 Todos os direitos reservados - por Ideia74

+ Para Crianças