CineCultura
Globo de Ouro 2017: os cinco melhores momentos
por Luiz Andreghetto
Publicado em 10 de janeiro de 2017

Menos afoito a protocolos, os Golden Globes Awards sempre se propuseram a ser uma festa mais descontraída e “informal” do que o Oscar. Os votantes dos Golden Globes, os membros da Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, parecem mais à vontade para ousarem de forma mais incisiva em suas premiações, mesmo com alguns escândalos que envolvem “propinas” relacionadas a algumas indicações e/ou vitórias.

Mas, nessa ânsia de ousarem e serem diferentes do Oscar, os votantes acabam cometendo grandes equívocos como o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante desse ano para Aaron Taylor-Johnson pelo filme “Animais Noturnos”, mas grandes acertos também são visibilizados como a vitória da francesa Isabelle Huppert na categoria de Melhor Atriz em Drama pelo filme “Elle”.

No final das contas, foi uma festa extremamente óbvia, como ocorre há vários anos, que tentou, em alguns momentos, sair do lugar comum para premiar algumas apostas que poderão vingar com o tempo, principalmente em se tratando dos prêmios dados as produções televisas.

Com isso, se você não assistiu a premiação, segue os cinco melhores momentos do Globo de Ouro 2017:

1. O já famoso discurso de Meryl Streep, ao receber seu prêmio honorário, se tornou o assunto mais comentado da internet após a premiação, elevando o nível de uma noite apenas mediana e sem grandes surpresas. De forma eloquente e comprometida Meryl fala sobre arte, o oficio do ator, imigrantes e “alfineta” de forma perspicaz o presidente norte-americano eleito, Donald Trump.

 

2. A emotiva dedicatória de Viola Davis a seu pai vítima de racismo nos anos de 1950, ao receber o prêmio de melhor atriz coadjuvante por “Fences”. 

 

3. A vitória da atriz francesa Isabelle Huppert como Melhor Atriz em Drama por “Elle”, uma grande surpresa ao desbancar as favoritas Natalie Portman por “Jackie” e Amy Adams por “A Chegada”. 

4. Steve Carrel e Kristin Wiig apresentaram de forma bem “diferente” a categoria de Melhor Animação. Em um momento que geralmente é alegre e colorido, Steve e Kristin lembraram, antes de anunciar os indicados, o primeiro contato que tiveram com uma animação: Kristin foi ver Bambi no mesmo dia em que perdeu seus três cachorros e ficou dois anos sem falar, enquanto a mãe de Steve resolveu pedir o divórcio logo após uma sessão de Fantasia, na frente dele, sendo que Steve nunca mais viu seu pai após esse dia. Hilário, para dizer o mínimo!
 

 

5. Excelente número de abertura fazendo uma paródia de “La La Land” (já prevendo o grande vencedor da noite com 7 prêmios) com a participação de Nicole Kidman, Amy Adams, Ryan Reynolds, Sarah Paulson, Bryan Cranston, Tina Fey, Justin Timberlake, Rami Malek, as crianças de “Stranger Things”, Kit Harrington, entre outros. 

Fonte/imagens: www.goldenglobes.com

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ CineCultura