Para Crianças
Moises
por Kátia Nunes
Publicado em 9 de dezembro de 2014

Eu não me lembro se eu era assim na infância, mas Moises parece exagerar no gosto por brincar. Falo pra ele que vou trocar seu nome para Moises Brincalhão. Ele brinca o tempo inteiro, nem que seja com uma mão mexendo na outra.

Pode ser que eu não me recorde e que, na realidade, eu fosse igualzinha. Ou então, pode ser que seja diferente porque as oportunidades e os tempos são outros. Eu só tinha um compromisso: estudar meio período do dia. Aulas de inglês ou de esporte só eram iniciadas na adolescência. Moises, assim como muitos de sua idade, tem um número maior de cursos e atividades e, consequentemente, as horas para o lazer tornam-se ainda mais preciosas.

Toda vez que preciso interromper sua brincadeira sofro por antecipação. É um martírio porque sei o que vem em seguida: negação, reclamação, insistência, negação, reclamação, insistência… e, muito possivelmente, desobediência e castigo. Todo mundo sofre, mas, graças a Deus, o mal estar passa e todos aprendemos mais um pouquinho.

As férias chegam como um grande alívio para toda a família e não só para o estudante. A hora para dormir, acordar, comer e tomar banho torna-se flexível e sem esses imperativos a coisa muda de figura; e nós, pais, ficamos mais legais porque “falamos” menos.

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Para Crianças