Blog do Vinho
O recado é: “Estude mais, deguste menos”
por Suzamara Santos
Publicado em 12 de setembro de 2017

“Estude mais, deguste menos.” Esse é o recado de Tiago Locatelli aos que pretendem se iniciar na carreira de sommelier. Ele se refere ao conhecimento de geografia, botânica, agronomia, química, gastronomia, idiomas e história que um profissional do vinho deve adquirir em sua trajetória. Tiago esteve em Campinas nesta semana comandando uma degustação especialíssima de espumantes italianos Ferrari, na condição de sommelier recém-contratado da rede Decanter.

Ele acrescenta à nova casa a expertise de anos à frente do Varanda Grill, restaurante paulistano que prima pelo excelente serviço de vinho e exibe uma das cartas mais completas do País. O traquejo na lida com o público gourmet é apenas um dos ganhos que a Decanter soma com a presença de Locatelli no grupo. Para quem não conhece, ele é um sommelier experiente e respeitado por suas vistosas premiações que o colocam entre os três melhores do Brasil.

Seu sucesso é, sem dúvida, fruto da disciplina e do esforço com que abraçou a carreira. Mas, numa conversa informal, Locatelli revela sua primeira e talvez mais influente escola: a origem humilde numa família de agricultores do Rio Grande do Sul, crescendo entre videiras e, ainda de calças curtas, ensaiando o mergulho no vasto universo da degustação com o vinho colonial, que nunca faltava à mesa.

“Com nove anos, eu já dizia, de brincadeira, se o vinho combinava ou não com a comida,” lembra. Não é de se estranhar, portanto, o Wines & Spirits Education Trust (níveis 1, 2 e 3) que brilha no seu currículo, ao lado da passagem pelo prestigiado Fasano e da posição entre os três melhores do Brasil, em vários concursos nacionais. Entre os troféus acumulados constam o Melhor Sommelier e Melhor Carta de Vinhos (Varanda –  Gula 2012), Melhor Carta de Vinhos (Varanda 2014/2015), Sommelier do Ano (Prazeres da Mesa 2016) e Melhor Sommelier do Brasil (Academia Brasileira de Gastronomia 2016).

Em sua visita à cidade, na ABS-Campinas, numa noite dedicada à celebração da Primavera, ele expôs com simplicidade e eficiência parte do seu conhecimento. Diante de uma sala lotada, 45 pessoas, resumiu os mais de 100 anos de tradição da vinícola Ferrari, grife italiana especializada na elaboração de espumantes pelo método tradicional, e conduziu uma degustação de cinco rótulos da marca. Foi uma oportunidade rara de apreciar alguns dos espumantes mais elegantes produzidos no mundo e também de reconhecer a uva Chardonnay em sua expressão mais imponente.

Com exceção do Espumante Ferrari Maximum Rosé (o segundo vinho da noite), todos os demais eram 100% Chardonnay, oriundos de vinhedos orgânicos cultivados na região de Trentino, ao norte da Itália. Fora o rigor na seleção das uvas, contribui para a qualidade dos espumantes Ferrari a elaboração lenta, sem nenhuma pressa para sair da vinícola. Os vinhos passam por um longo processo de amadurecimento em garrafa e chegam ao mercado com estimativa de guarda de 5 a 20 anos. E estamos falando de espumantes.  

Então vamos a eles, lembrando que podem ser encontrados na Enoteca Decanter, Alameda dos Vedoeiros, 455, Gramado Mall, fone: (19) 3294 1767, gramadomall@gramadomall.com.br. Os preços indicados aqui podem sofrer pequenas variações.

ESPUMANTE FERRARI MAXIMUM BRUT, 100% Chardonnay, 12,5% de álcool: cor palha, límpido, brilhante, perlage fina e abundante. Aromas de fermento, frutas secas como avelã e nozes, e pão fresco. Acidez elevada, bastante presença de boca e final longo. Passa por 36 meses na garrafa. Estimativa de guarda, cinco anos. (R$ 255)

ESPUMANTE FERRARI MAXIMUM ROSÉ, 70% Pinot Noir e 30% Chardonnay, 12,5% de álcool: linda cor entre cereja e salmão, perlage fina e abundante. Aromas de frutas vermelhas frescas, como framboesa, cereja e morango, notas de padaria e agradável mineralidade. Acidez elevada, bastante fresco e sabor condizente com os aromas. Amadurecimento de 36 meses na garrafa, no mínimo. Estimativa de guarda: cinco anos. (R$ 281)

FERRARI PERLÉ BRUT 2009, 100% Chardonnay, 12,5% de álcool: cor palha, reflexos intensos, perlage muito fina e abundante. Aromas cítricos de frutas assadas, como maçã e amêndoas, presença sutil de especiarias, como anis e cardamomo, e fermento de padaria. Na boca, é macio, com acidez mais discreta, apontando para a complexidade. Permanece 60 meses na garrafa. Estimativa guarda: 10 anos + (R$ 308)

ESPUMANTE GIULIO FERRARI RISERVA LUNELLI 2007, 100% Chardonnay, 12,5% de álcool. Cor citrino, com reflexos dourados, perlage fina e abundante. Aromas complexos que remetem a tostados, brioche, baunilha e cedro. Na boca, destaca-se pelo equilíbrio, elegância e mineralidade. Vinho base fermentado em grandes tonéis de carvalho austríaco, com 10 meses de espumantização e 84 meses em garrafa. Estimativa de guarda: 20 anos. (R$ 446).

ESPUMANTE GIULIO FERRARI RISERVA DEL FONTADORE 2004, 100% Chardonnay, 12,5% de álcool. Elaborado com uvas do vinhedo Maso Pianizza, plantado em 1960. Cor amarelo claro, com belos reflexos dourados, perlage fina e intensa. Aromas muito complexos, que vão de cacau a avelã tostada, notas de especiarias e frutas cozidas. Na boca, acidez e mineralidade presentes, bastante equilibrado, com toque aveludado e final longo. Permanece 120 meses na garrafa. Estimativa de guarda: 20 anos + (R$ 829)

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Blog do Vinho