Voltar para o visitecampinas.com.br
Blog do Vinho
Vinhos para Semana Santa: não complique, tá!
por Suzamara Santos
Publicado em 16 de abril de 2019

Mais uma Semana Santa. Mais uma oportunidade de aproximação com familiares e amigos. Mais confraternizações em torno de uma boa mesa. Como é praxe neste feriado tão importante do calendário cristão, não faltam dúvidas em sobre que vinhos combinam com os principais pratos da Sexta-feira Santa e do Domingo de Páscoa. A primeira regra é não complicar, pois o mercado tem muitas opções para praticamente todos os pratos da ocasião.

Vamos começar pelo bacalhau, que no Brasil é apreciado em versões portuguesas como o Bacalhau a Zé Pito, Bacalhau a Lagareira, Bacalhau de Natas ou o próprio Bacalhau à Portuguesa, todos “banhados” em azeite e temperados ingredientes fortes. O melhor parceiro aqui é sempre um chardonnay amadurecido em barrica de carvalho, que traz untuosidade e estrutura que o prato pede. Ainda entre os brancos, é possível um bom casamento com os Marsanne, Roussane, Sémillon e Albarino, que são uvas com boa estrutura e presença.

Para quem faz questão de um vinho tinto com bacalhau, a dica é apostar nos rótulos de corpo leve: Gamay, Beaujolais, Pinot Noir, Merlot, Grenache e Valpolicella. Evite os vinhos encorpados, com taninos potentes, tipo Cabernet Sauvignon, Syrah, Tannat e Touriga Nacional, pois eles têm muito aporte de taninos que, como sabemos, brigam com peixe, sal e iodo. Resumindo: peixes de intensos pedem brancos encorpados ou tintos leves, certo?

Se o cardápio privilegiar um menu leve, à base de salmão, linguado, haddock, tilápia e aves de carne branca, preparados com especiarias e ervas finas, a sugestão são os brancos aromáticos. Que tal um Gewürstraminer, um Malvasia, um Moscatel, Riesling, Viogner, Vinhos Verdes? São frescos e de acidez elevada que podem tornar os pratos ainda mais interessantes, cheio de vivacidade.

Para assados intensos, como carneiro, pernil e leitão à pururuca, que também costumam frequentar a mesa pascalina, o meu vinho preferido é o Syrah, que costuma vir com um tempero de pimenta preta muito agradável para combinar com as ervas e especiarias das carnes, inclusive a difícil hortelã e o perfumado tomilho fresco. São preparações que pedem vinhos com mais personalidade e aqui vale também os encorpados, como Cabernet Sauvignon, Touriga Nacional, Tannat, Cabernet Franc, Nebbiolo.

Para as sobremesas à base de chocolate, tipo mousses, ovo de Páscoa e pavês vá direto aos vinhos fortificados. Temos muitos Vinhos do Porto (Ruby e Tawny) de qualidade à disposição no mercado, porém, não se esqueça do francês Banyuls, que muitos consideram o melhor parceiro do chocolate. Para outros doces, existem ainda os vinhos botritizados (Sauternes e Tokay), Passitos (Passito di Pantelleria), Vin Santo, Marsala e Jerez.

A colomba pascal, com todas aquelas frutas cristalizadas e cheirinho de fermento, e os vinhos de moscatel se entendem muito bem. Tanto na versão espumante (Asti) ou licoroso (o delicioso Moscatel de Setúbal) são perfeitos. O segredo da harmonização entre sobremesa e vinhos, é servir um doce que seja menos açucarado do que o vinho. Assim sempre dá certo. Bom feriado a todos!

Fotos: Banco de Imagem e Divulgação

Compartilhe

Contatos Campinas.com.br:

Redação: (19) 2511-3738

Comercial: (19) 9 8454-0081

E-mail: contato@campinas.com.br

Envie um WhatsApp para o comercial

Cadastro Newsletter:

Cadastre-se para receber todas as novidades do Campinas.com.br

Faça sua divulgação no Campinas.com.br Divulgue seu estabelecimento no Guia + Clube Campinas

Copyright ©2010 - 2019 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ideia74

+ Blog do Vinho