tomanabanda.jpg
Carnaval 2018

Tomá na Banda realiza 33º desfile pelo Cambuí e Centro de Campinas

Publicado em 2 de fevereiro de 2018

Um dos mais tradicionais de Campinas, o bloco Tomá na Banda desfila no sábado de Carnaval (10) pelas ruas do bairro Cambuí e Centro. O 33º desfile terá concentração no Centro de Convivência, a partir das 14h.

Com o tema “Aqui tem Borogodó”, a saída do percurso será por volta de 17h seguindo pela Rua Antônio Cezarino até a Rua Benjamin Constant, depois a Avenida Francisco Glicério, virando na Rua Conceição e em seguida até o ponto de partida novamente, para o Centro de Convivência.

‘Borogodó’ é um termo muito usado em rodas de samba, significando algo atrativo, especial e irresistível. 

Entre as novidades está a homenagem aos músicos do bloco, comandado pelo Sr. Maruir dos Santos, carinhosamente conhecido como “Seu Maru”. Além do regente, também serão homenageados Dito, Juarez, Eleotério, Venâncio, Toin, Sandro, Fino, Idão, Mury, Mário, Paco, Jenil, Paulão e Oliveira.

Durante a concentração será escolhida a rainha do Bloco Tomá na Banda 2018, com a participação do público, e a presença do ator Cleber Gonçalves como o Muso 2018. As camisetas tradicionais do bloco serão vendidas no local com quantidade limitadas e este ano terá duas cores, branca e azul. O preço para as brancas será de R$ 25 e a azul R$ 30. O folião ao adquirir a camiseta estará ajudando com a organização da festa. 

A presidente do bloco, Maria Ester Januário, afirma que são esperados mais de 5 mil foliões.

História

O bloco Tomá na Banda surgiu em uma madrugada de 1985, na mesa de um bar, no Cambuí, quando um grupo de amigos, inconformados com a solidão das ruas campineiras às vésperas de Carnaval, decidiu que a cidade merecia alguma animação.

Os planos viraram projeto quando o extinto Bar Ilustrada promoveu uma feijoada para arrecadar fundos para a criação de uma banda de Carnaval. O nome escolhido é uma brincadeira em alusão à maldosa fama de Campinas. Na estreia, os carnavalescos contrataram quatro músicos da banda da Polícia Militar para animar a festa em frente ao famoso Ilustrada, comandado por Camilo de Lellis Chagas. A casa era um ícone da vanguarda cultural campineira, de 1985 a 1995, trazendo a Campinas artistas reconhecidos nacional e internacionalmente, como Arrigo Barnabé, Jards Macalé, Cida Moreira, Vania Bastos, Passoca, Tom Zé, Paulinho Nogueira, Luis Melodia, entre outros, além de ceder espaço na época para apresentações de teatro, artes circense etc.

No fim daquela festa de estreia, já noite alta e as ruas vazias, dez boêmios decidiram que Carnaval não era só aquilo e saíram cantando e dançando pelas ruas do Centro. Quando voltaram ao bar, perceberam que uma pequena multidão de mendigos e outros frequentadores da madrugada havia engrossado o cortejo, surgindo daí o Tomá na Banda, inspirado em bandas famosas como a Banda de Ipanema do Rio de Janeiro e tantas outras. Estava criado o bloco. Desde então, nos sábados de Carnaval, o Tomá na Banda desfila pelas ruas do Cambuí e Centro.

Serviço:

Desfile Bloco Tomá na Banda
Local: Centro de Convivência. Praça Imprensa Fluminense – Centro de Convivência Cultural, Cambuí – Campinas
Data: 10 de fevereiro
Horário: a partir das 14h

Veja ainda:
Carnaval 2018 em Campinas: mais de 30 blocos vão agitar as ruas da cidade

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Carnaval 2018