Carros
Instituto General Motors, braço social da GM do Brasil, completa 20 anos
Publicado em 11 de novembro de 2013

O Instituto General Motors (IGM), criado em 1993 como o braço social da GM do Brasil, completou 20 anos no sábado, 9 de novembro, contabilizando nestas duas décadas dezenas de projetos na área educacional e programas de auxílio, que beneficiaram milhares de pessoas nas localidades brasileiras nas quais a empresa mantém suas unidades operacionais. O IGM conta com uma nova diretoria, que foi empossada no último mês de setembro, tendo o Conselho Mantenedor presidido por Marcos Munhoz e Pedro Luiz Dias como o presidente da diretoria executiva.

“Vamos continuar atuando com a mesma intensidade e foco dos últimos anos na coordenação e incentivo a projetos educativos, ambientais e filantrópicos nas comunidades próximas às fábricas e instalações comerciais da nossa empresa. O objetivo principal é contribuir no fortalecimento da cidadania de jovens e adultos de comunidades, por meio da área educacional”, destaca Pedro Luiz Dias.

Projetos autosustentáveis

A nova diretoria executiva do IGM atua com novos objetivos para impulsionar projetos de forma que eles se tornem autosustentáveis, além da busca de parcerias institucionais para alavancar a viabilidade destes projetos. Neste período de 20 anos, o IGM investiu mais de R$ 20 milhões nos projetos sociais que tem apoiado. Essa importante contribuição financeira veio de sua principal mantenedora a General Motors do Brasil, além de contribuições do Banco GMAC e da Rede de Concessionárias, que foi parceira do projeto Rede Chevrolet de Solidariedade.

“Vamos desenvolver os projetos e torná-los autosustentáveis, como fizemos, por exemplo, com o Projeto Ruty Cassiano, voltado às mulheres da comunidade de Indaiatuba, onde a GM mantém seu campo de provas, e que teve como objetivo oferecer curso de corte de costura industrial, para auxiliar no sustento das participantes e também seus familiares. O programa, que tornou-se autosustentável, foi um sucesso e teve o devido reconhecimento, tendo recebido o prêmio Top Social, em 2008, da Associação dos Dirigentes de Vendas do Brasil (ADVB)”, acrescenta o presidente do IGM.

Programas de formação

Dias destaca também outros projetos de formação, a exemplo do FOCO – Formação com Competência, executado em São Caetano do Sul, em parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos e a Prefeitura da cidade. “Este projeto social foi muito bem sucedido e o estendemos também para a cidade de Gravataí. Já tivemos até agora mais de 10 mil alunos preparados profissionalmente para o mercado de trabalho nas duas cidades”, afirma.

Outro programa de sucesso é o ‘Fábrica de Cabides’, realizado durante vários anos seguidos em todas as unidades da empresa no Brasil e até mesmo em Rosario, na GM Argentina. Conhecido também como “Empreendedores do Futuro” ou “Jovens Empreendedores”, ele permite aos alunos o aprendizado, além da constituição e a administração de uma mini empresa, e também como produzir e vender um produto, no caso, cabides para roupas.

O programa oferece a alunos de escolas da rede pública municipal e estadual, entre 14 e 17 anos, a oportunidade de conhecer, na teoria e na prática, como se constitui uma empresa e como é o seu dia-a-dia. Este projeto foi implantado em 1989 em São Caetano do Sul e, depois, estendido para as outras fábricas. Atualmente este projeto é executado para filhos de empregados na unidade da GM em São José dos Campos.

Mais sobre o Instituto e a General Motors

O Instituto General Motors (IGM) foi criado em 9 de novembro de 1993. É o braço direito da General Motors na área social e tem como missão principal fortalecer a cidadania de crianças, jovens e adultos, nas comunidades próximas às instalações comerciais e industriais da empresa. O objetivo de contribuir para a melhoria da sociedade é buscado por meio da educação, com a viabilização dos projetos sociais em execução.

A General Motors Company e seus parceiros produzem veículos em 30 países e a empresa ocupa posição de liderança nos maiores mercados automotivos do mundo. A GM, suas subsidiárias e joint ventures vendem veículos das marcas Chevrolet, Cadillac, Baojun, Buick, GMC, Holden, Isuzu, Jiefang, Opel, Vauxhall e Wuling. 

No Brasil, a GM fabrica e comercializa veículos com a marca Chevrolet há 88 anos. Em 2012 a Chevrolet vendeu no país 642.649 veículos. A companhia tem três complexos industriais que produzem veículos em São Caetano do Sul e em São José dos Campos, ambos em São Paulo, além de Gravataí (RS). Conta ainda com unidades em Joinville (produção de motores e cabeçotes de alumínio), Mogi das Cruzes (produção de componentes estampados), Sorocaba (Centro Logístico Chevrolet) e Indaiatuba (Campo de Provas), todas em São Paulo, além de um Centro Tecnológico, em São Caetano do Sul (SP), com capacidade para desenvolvimento completo de novos veículos. A subsidiária brasileira é um dos cinco centros mundiais na criação e desenvolvimento de veículos. 

Fonte: assessoria de imprensa

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Carros