a_dama_dourada_.jpg
Cinema

“A Dama Dourada” resgata história de disputa de espólio nazista

Publicado em 12 de agosto de 2015

Adaptação para o cinema dos fatos da vida de Maria Altmann e Randy Schoenberg e inspirado no livro “A dama dourada: a extraordinária história da obra-prima de Gustav Klimt, Retrato de Adele Bloch-Baue”, escrito pela jornalista Anne-Marie O’Connor, o filme “A Dama Dourada” narra a excepcional jornada, baseada em fatos reais, de uma mulher para reivindicar sua herança e procurar justiça para o que aconteceu com sua família. 

Em Campinas, o longa estreou somente no Cinemark do shopping Iguatemi Campinas e entra em cartaz também no Cineflix nesta quinta-feira, 20 de agosto. Veja a programação em Campinas.

O filme é a mais nova produção assinada pelo diretor Simon Curtis, estrelado por Helen Mirren e também por Ryan Reynolds e Daniel Brühl.

Sessenta anos depois de fugir de avião de Viena, durante a Segunda Guerra Mundial, uma senhora judia, Maria Altmann (Helen Mirren), começa a sua jornada para recuperar os bens de sua família apreendidos pelos nazistas, entre eles a obra-prima do pintor Gustav Klimt “Retrato de Adele Bloch-Bauer”. Randy Schoenberg é um jovem advogado, inexperiente e idealista que ajuda Maria.

Trailer: 

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Cinema