Cultura
Exposição em Campinas traz fotos de modelos nus transformados em obras de arte
Publicado em 27 de janeiro de 2014

O desejo de espalhar a arte em suas variadas formas, como a pintura e a fotografia, foi o que moveu a artista plástica Karla Bratfisch e a fotógrafa Silvia Maria a desenvolverem o projeto “Alma Nua”, que poderá ser conferido na Galeria Sede, em Campinas, de 31 de janeiro (com vernissage às 19h) a 28 de fevereiro. 

As obras da artista plástica saíram das telas e ganharam o movimento de corpos livres. As cores vivas, uma característica marcante do trabalho de Karla, saltaram rumo a um mergulho de liberdade, submergindo em poesia corpórea. As 12 diferentes pinturas foram elaboradas nos corpos de 12 modelos voluntários e registradas em fotografias, transformando-se em quadros emoldurados pelo olhar da fotógrafa Silvia Maria.

Segundo as autoras, o projeto cultural desdobra-se como um convite à liberdade dos movimentos e à imersão em nosso colorido mais íntimo, aquele que só aparece quando a alma se desnuda. “Quisemos marcar literalmente a arte na pele, incitar a liberdade, despertar o desejo das pessoas de ser o que quisessem, nem que fosse por alguns momentos. Cada pincelada ou cada clique exigiu uma verdadeira entrega de todos os envolvidos. Nossos modelos sentiram a experiência única de ser cor, de ser arte, de ser outro. Foi incrível trabalhar com essas pessoas, pois elas realmente se entregaram de corpo e alma à proposta, despindo-se de seus pudores e confiando no nosso trabalho”, afirmam Karla e Sílvia.

Sobre as autoras

Karla Bratfisch nasceu em Campinas. Desde muito cedo, demonstrou o seu interesse pelo mundo das artes e das cores. Inicialmente, seu contato foi por meio de aulas em ateliês particulares, o qual foi aperfeiçoado posteriormente por suas vivências artísticas. A artista dedicou-se a cursos de Artes Visuais (Centro Universitário Belas Artes, em São Paulo), Artes Plásticas (Escola Pan Americana, em São Paulo) e Design de Interiores (Instituto Pró Arte, de Campinas). Aos 21 anos, sendo quatro de carreira, a artista já desenvolveu dez coleções, produziu mais de 100 telas e participou de mais de 70 exposições no Brasil e em países como França, Inglaterra, Estados Unidos, Itália, Suíça e Portugal. 

Já Silvia Maria nasceu em Itatiba. Após passar a infância e a adolescência fugindo das câmeras, descobriu, aos 19 anos, que gostava mesmo era de ficar por trás delas. Aos 20, realizou o seu primeiro ensaio fotográfico, mostrando a rotina de idosos em um asilo da cidade Itatiba e, aos 21, foi co-autora do livro fotográfico “Raízes da Cultura do Nosso Povo”, que retrata manifestações folclóricas de diversas regiões do país. Formou-se em Jornalismo pela PUC-Campinas, em 2007, e em Fotografia pela escola Pró-Arte, de Campinas, em 2008. 

Serviço:

Exposição “Alma Nua”
Local: Galeria Sede. Rua Sampaio Peixoto, 368, Cambuí – Campinas. (19) 3291-4426
Data: 31 de janeiro a 28 de fevereiro
Horário da vernissage: 19h às 23h30
Horário de funcionamento da galeria: de segunda a sexta, das 9h às 17h
Entrada: gratuita

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Cultura