Cultura
Programação do projeto “Tomara Que Não Caia!” termina neste fim de semana no Sesc
Publicado em 29 de janeiro de 2014

A Cia Suno vai apresentar neste domingo (2) os espetáculos “Sanduba Delibery”, às 11h30, e “Projeto Fusões: Experimento 1”, às 15h, encerrando a programação especial “Tomara Que Não Caia!”, desenvolvida pelo Sesc Campinas com o objetivo de aproximar o público ao universo dos malabares, e que teve início em 11 de janeiro. Também estão na programação do fim de semana os espetáculos “Lar Doce Lar” (sexta, 31, 20h) e “O Mundo é uma Bola” (sábado, 1º, às 16h). Veja a programação completa.

“Sanduba Delivery”

Em cena, um palhaço atrapalhado, que chega com sua bicicleta acrobática para fazer os pedidos e as entregas de sua lanchonete. Para a entrada, há equilibrismo e acrobacia com diferentes objetos. No prato principal, pode-se escolher entre malabarismo com bolas ou aros. De sobremesa, malabarismo com chapéus. Quem faz o pedido é o público, formando a cada apresentação um cardápio e um espetáculo diferente.

Dirigido por Helena Figueira, o espetáculo foi apresentado em diversas cidades, entre elas Curitiba, São Paulo, Santos, Rio Preto e Piracicaba. Sucesso por onde passa, “Sanduba Delivery” impressiona pela capacidade técnica e talento do intérprete Duba Becker, que encerra o espetáculo oferecendo uma performance surpreendente, apelidada de “Cafezinho”, com o artista equilibrando uma barraca de feira no queixo.

“Projeto Fusões: Experimento 1”

Encerrando a programação do projeto “Tomara Que Não Caia!” em grande estilo, a Cia Sino propõe um grande desafio malabarístico. Em cena, Duba Becker, Du Circo e Fernando Proença serão desafiados por Helena Figueira a integrar corpo, contorção, equilibrismo e dança ao malabarismo realizado por eles. Inicialmente Helena Figueira, também Mestre de Cerimônias do projeto, apresentará os números individuais dos artistas: malabarismos com chapéus, claves, bolas e objetos do cotidiano. Após a apresentação, em um jogo cênico cômico e participativo, Helena incitará o público a pleitear algo mais difícil, surpreendente. Sem combinado prévio, irá propor aos malabaristas dificuldades que impressionem o público, como malabarismo de cabeça para baixo e com os pés.

Cia Suno

Fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhava criar um núcleo de pesquisa cênica na cidade de Santos, a Cia Suno hoje é composta por uma atriz dramática e circense, formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini (Helena Figueira) e um artista acrobata com domínio das técnicas de malabares (Duba Becker).

Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre “Fando e Lis”, “Piquenique no Front” e “O Arquiteto e o Imperador da Síria”. Logo após, iniciou um trabalho sobre “Esperando Godot”, onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo que recebeu três prêmios de melhor ator (Victor Nóvoa) e indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante. Iniciava aí a “Identidade” da Cia Suno: mesclar a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história.

Hoje a Cia Suno tem 12 espetáculos em seu repertório. Há desde o lúdico “A Bailarina e o Palhaço”, que conta uma linda história de amor entre esses tradicionais personagens do universo infantil, como o dinâmico “Estripulias no Circo”, que apresenta a história da criação do circo em ordem cronológica, passando pelo circo de cavalaria inglês, circo chinês, russo, até a linhagem mais moderna e inusitada.

Além de se dedicar à arte circense nestes 15 anos de existência, a Cia Suno assinou a coreografia da comissão de frente das Escolas de Samba X9 Santista (2008) e Gaviões da Fiel (2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014). Também foi convidada pelo Ministério do Turismo e Embratur para representar a arte circense brasileira em Lisboa, Madrid e Argentina.

Serviço:

Espetáculos do projeto “Tomara Que Não Caia!”
Local: Sesc Campinas. Rua Dom José I, 270/333, bairro Bonfim – Campinas. (19) 3737-1500
Data: 2 de fevereiro
Horário: “Sanduba Delivery” – 11h30 (Espaço Arena) / “Projeto Fusões: Experimento 1” – 15h (Área de Convivência)
Entrada: gratuita

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Cultura