knutandreas.gif
Cultura

Maestro alemão Knut Andreas rege a Sinfônica da Unicamp em dois concertos em Campinas

Publicado em 10 de agosto de 2015

Atual regente da Orquestra Sinfônica Jovem de Berlim, o maestro Knut Andreas é o convidado da Orquestra Sinfônica da Unicamp para reger dois concertos em Campinas nesta quarta-feira (12), no teatro Castro Mendes, às 20h, e no Espaço Cultural Casa do Lago, na Unicamp, na quinta (13), às 19h. A segunda apresentação tem entrada gratuita.

Na bagagem, um repertório eclético e sedutor com obras de Georges Bizet (“L’Arlésienne Suíte nº2”), Luciano Nazario (“Concerto para vibrafone e orquestra”, com solo do percussionista Fernando Hashimoto) e Anton Bruckner (“Sinfonia nº6 em lá maior”). 

Knut Andreas é um dos mais festejados maestros da atualidade. Desde 1998 é diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Collegium Musicum Potsdam, na Alemanha, onde criou programas de educação musical para crianças e jovens. Recentemente elaborou um projeto de concertos voltados para pessoas idosas que vivem em asilos, com o objetivo de conectar o público de qualquer idade à música erudita. Há três anos desen­vol­ve o projeto de intercâmbio cultural “Bran­den­burgo-Brasil”.
Andreas estudou educação musical, regência e fagote na Universidade de Potsdam. Em 2008, obteve o título de doutor pela Universidade de Munique, onde realizou uma pesquisa sobre o compositor alemão Paul Graener. Em 2012 atuou na orquestra didática do projeto “Criar & Tocar” com músicos jovens no bairro de Campo Limpo, em São Paulo.

Em 2012 foi premiado pela Academia de Letras e Artes de Paranapuã, Rio de Janeiro, com a medalha “Austregésilo de Athayde” por seu trabalho intercultural entre Brasil e Alemanha. No mesmo ano recebeu da cidade de Potsdam um prêmio por seu desempenho junto à Oscmp, em razão das atividades culturais realizadas em prol da população daquela cidade. Andreas é bolsista do Ministério da Cultura do Estado de Brandenburgo (Alemanha) para realizar trabalhos musicais no exterior.

Solista e composição

Professor de percussão na Unicamp, Fernando Hashimoto atualmente ocupa o cargo de diretor do Instituto de Artes. O músico tem se apresentado com diversas orquestras ao redor do mundo e convidado para ministrar clínicas e recitais em diversas universidades e importantes festivais sediados no Brasil, Argentina, Uruguai, Croácia, Suécia, Puerto Rico, Inglaterra, Alemanha, Espanha, Chile, França, Estados Unidos, entre outros. Após seu debut em ​Nova York, a crítica do New York Times considerou seu recital “uma performance surpreendente e inesquecível”.

Fernando atuou como timpanista solista da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas por 16 anos. É líder do grupo de pesquisa CNPq: Percussão Brasileira – histórico, estudo interpretativo e seu repertório, sediado no Laboratório de Percussão do Instituto de Artes da Unicamp, tendo sido responsável pela abertura do primeiro mestrado e doutorado em performance/percussão na América do Sul. Reconhecido internacionalmente como um especialista do repertório brasileiro para percussão, Fernando estreou mais de 40 obras de compositores brasileiros.

O “Concerto para Vibrafone”, de Luciano Nazario, educador, violonista, compositor, arranjador e doutorando pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com solo de Fernando Hashimoto, foi composto com o intuito de envolver e integrar o espírito e a força rítmica da música brasileira. Segundo o ​autor, busca expressar o vigor, a pulsação, a nostalgia, entre outras características sonoras de nossa música. “Nesta obra, os músicos e o solista, além de interpretar as notas escritas em suas partes, deverão atuar como improvisadores e compositores em um trabalho criativo em conjunto com o compositor“, destaca. A apresentação da peça integra o projeto “Performance”, da Sinfônica da Unicamp, que tem a finalidade de atuar como um laboratório de pesquisa em música – composição, performance instrumental, vocal, cênica, multimeios e regência.

Serviço:

Concerto: Orquestra Sinfônica da Unicamp
Locais:  Teatro Castro Mendes. Rua Conselheiro Gomide, 62, Vila Industrial – Campinas. (19) 3272-9359 / Casa do Lago (Unicamp)
Data: 12 (Castro Mendes) e 13 de agosto (Casa do Lago)
Horários: 20h e 19h, respectivamente
Ingressos: Castro Mendes – R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia entrada) e R$ 5 (comunidade Unicamp) / Casa do Lago – gratuita

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Cultura