Cultura
Acervo de Carlos Gomes é premiado pela Unesco
Publicado em 21 de março de 2018

A coordenadora de Extensão Cultural da Secretaria de Cultura de Campinas, Mary Angela Biason, participa nesta quinta-feira, 22 de março, no Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, da cerimônia de entrega dos certificados de inscrição do acervo “Antonio Carlos Gomes: Compositor de Dois Mundos” no Registro Internacional do Programa Memória do Mundo da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

O acervo do compositor, que reúne documentos, manuscritos, cartas, partituras e informações do maior nome operístico das Américas, foi selecionado no Edital MOW (Memory of the World), da Unesco, de 2017.

Mary Angela Biason foi responsável pelo organização da documentação sobre o compositor pertencente ao Centro de Ciências, Letras e Artes, em Campinas. “A preparação desse acervo envolveu instituições do Brasil e da Itália. A colaboração documental do Museu Carlos Gomes do CCLA foram as cartas, inclusive muitas delas pessoais. O acervo incluiu ainda manuscritos, partituras, os primeiros esboços da ópera ‘O Guarani’, e documentos vários fornecidos por outras instituições que, reunidos, dão uma ideia da vida e obra do maestro”, destaca a musicóloga.

Além do CCLA, participaram as instituições detentoras de acervo de Carlos Gomes: Museu Imperial (MI), Arquivo Nacional (AN), Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), Museo Teatrale alla Scala (Itália), Museu Histórico Nacional (MHN) e Museu da Universidade Federal do Pará (MUFPA).

Durante a cerimônia, além da obra de Carlos Gomes, serão também contemplados o Acervo Pessoal de Nise da Silveira e a Coleção do Educador Paulo Freire.

Fonte: assessoria de imprensa da Prefeitura de Campinas

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Cultura