Cultura
“Grandes Intérpretes para Questões do Século 21” é tema do primeiro módulo do Café Filosófico 2018
Publicado em 5 de março de 2018

A série “Grandes Intérpretes para Questões do Século 21″ do Café Filosófico” foi aberta pelo historiador da Unicamp José Alves de Freitas Neto, que conversou com o público sobre “Hannah Arendt e a capacidade de julgar” na sexta-feira (9), às 19h, no Instituto CPFL, em Campinas.

Curador do módulo que propõe um olhar sobre obras e autores que marcaram a história da filosofia, da psicanálise e das ciências sociais, o historiador pretende mostrar como a banalidade do mal é, de certa forma, uma advertência aos que supõem a existência de “monstros” humanos e procuram ocultar a percepção de que as pessoas comuns podem participar e produzir um mal extremo.

A série de debates abre a programação do Café Filosófico em 2018, ano em que o Instituto CPFL celebra o 15º aniversário de seu programa cultural.

Do dia 9 de março a 27 de abril, intelectuais e pesquisadores vão debater sobre os pensadores que estiverem presentes ao longo dos 15 anos do programa cultural, desde a série “Balanço do Século 20, Paradigmas do Século 21”. Ao longo dos dois meses, Vladimir Safatle, Christian Dunker, Margareth Rago, Renato Janine Ribeiro, Yara Frateschi e Ana Maria F. Almeida falarão também sobre a atualidade do pensamento de Freud, Lacan, Foucault, Sartre, Judith Butler, Bourdieu, entre outros.

Serviço:

Café Filosófico: módulo  “Grandes Intérpretes para Questões do Século 21″ do Café Filosófico”
Local: Instituto CPFL. R. Jorge de Figueiredo Corrêa, 1632, Chácara Primavera – Campinas. (19) 3756-8000
Data: 9 de março a 27 de abril
Horário: 19h
Entrada: gratuita – por ordem de chegada

Compartilhe
Rua Jorge de Figueiredo Corrêa, 1632 - Chácara Primavera
Fechado
Agenda

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Cultura