Gastronomia
Enólogo, a profissão da felicidade
Publicado em 22 de outubro de 2018

(*) Por Pedro Novaes Bannitz Neto

E chegou o dia dele, o enólogo! Mas, afinal, quem é esse profissional, o que faz? Para muitos essa profissão ainda é um mistério, mas resumindo, o enólogo é o principal responsável pela produção de vinhos numa vinícola e tem competência para atuar na parte agrícola e também dentro da planta industrial, desenvolvendo processos, equipamentos e novas técnicas de produção, além de também poder atuar no setor de marketing de determinada vinícola para promoção dos vinhos.

O Enólogo é tido como o “cientista do vinho” e tal profissão surgiu devido ao aprimoramento de técnicas e estudos em química e fermentação, muito com contribuição de Louis Pasteur e Jean Antoine Chaptal, que escreveu no começo do séc. XVII diversos trabalhos hoje reconhecidos como o fundamento da vinicultura moderna.

A Itália foi o primeiro país a ter uma escola de enologia em Conegliano (Treviso) no ano de 1876 e em 1891 surgiu a Sociedade dos Enólogos Italianos, atualmente Associação Enológica e Enotécnica Italiana. Atualmente a profissão é regulamentada pela Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV) e, segundo ela, o enólogo é o profissional especializado que, através de seus conhecimentos técnicos e científicos, assume a plena responsabilidade pela qualidade e sanidade da elaboração dos vinhos e dos outros produtos derivados da uva.

A primeira escola do Brasil foi o Colégio de Viticultura e Enologia em Bento Gonçalves (RS), que formou sua primeira turma em 1962, mas a profissão só foi regulamentada em 2007 com o auxílio da Associação Brasileira de Enólogos (ABE), que conta com cerca de 350 enólogos associados, relacionados a produção de vinho, espumante, suco, conhaque e grappa.

O mais renomado enólogo de todos os tempos foi o francês Emile Peynaud, nascido em 1912 e conhecido como o “pai da enologia moderna”, por desenvolver técnicas revolucionárias de produção e diversas literaturas na área. Atuou como enólogo consultor dos principais Châteaus de Bordeaux, incluindo o Premier Cru Classé Château Margaux.

Depois de entender um pouco mais sobre essa profissão maravilhosa resta-nos encontrar os estilos de vinho que mais nos satisfazem e sempre fazer um brinde ao profissional enólogo que nos presenteia com as mais diversas sensações, dentre elas a principal: a felicidade!

(*) Pedro Novaes Bannitz Neto é sommelier formado pela Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-SP) em 2011 e especializado em Serviço de Vinhos e Castas Portuguesas pela Escola de Hotelaria de Coimbra. Atuou como sommelier em restaurantes e importadoras de vinhos em Brasil e Portugal e atualmente faz parte da equipe da Decanter Campinas.

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Gastronomia