Estádio “Brinco de Ouro da Princesa” – Guarani Futebol Clube

Fundado em 2 de abril de 1911, o nome do clube é uma homenagem à obra-prima do compositor Carlos Gomes, II Guarany. A história do centenário Guarani começa no início do século XX, quando o futebol em Campinas começou a ser praticado no pátio do Gymnasio do Estado (atual Culto à Ciência). Entre os anos 1902 e 1911, vários clubes de futebol foram formados na cidade por estudantes, operários, ferroviários e imigrantes.

Em março de 1911, alguns adolescentes da classe baixa e média começaram a idealizar a fundação de mais um clube de futebol em Campinas. Os amigos Pompeo de Vito, Vincenzo (Vicente) Matallo e seu primo Hernani Felippo Matallo, este estudante do Gymnasio, passaram a contatar amigos e parentes para que comparecessem a uma reunião, marcada para a Praça Carlos Gomes, na época ainda um grande terreno, cercado de palmeiras imperiais, que ainda não era ajardinada e era utilizadas por jovens para jogar futebol.

No dia 1º de abril de 1911 (sábado) ocorreu a reunião da fundação, à qual compareceram doze jovens, sendo que dois eram italianos: Vicente Matallo (18 anos) e Antonio de Lucca (16). Outros nove eram filhos de imigrantes italianos: Pompeo de Vito (15 anos), seu irmão Romeo Antonio de Vito (16), Angelo Panattoni (16), José Trani (16), Luiz Bertoni (19), José Giardini (18), Miguel Grecco (17), Julio Palmieri (16) e Hernani Felippo Matallo (16). Alfredo Seiffert Jaboby Junior (18) era o único de família oriunda da Alemanha. Depois de muita discussão em relação ao nome do clube, foi aprovada a proposta de José Trani de “Guarany Foot-Ball Club”, em homenagem à obra mais conhecida do maestro Carlos Gomes. Como aquele dia era conhecido como “dia da mentira”, e para evitar gozações futuras, decidiram que o clube passaria a existir a partir do dia seguinte, ficando estabelecida a data de fundação como 2 de abril de 1911.

Junto à Prefeitura Municipal, os fundadores conseguiram a concessão para uso de um terreno de terra batida, na confluência das ruas Francisco Theodoro e Dr. Salles de Oliveira, no bairro Villa Industrial. Ali se instalou o primeiro campo para treinos e jogos, confeccionando-se as traves com bambus.

Já a história do Estádio Brinco de Ouro da Princesa começou em 1947, quando a Federação Paulista de Futebol profissionalizou seu “Campeonato do Interior”. O Guarani, um dos primeiros a aderir à iniciativa, percebeu que seu velho estádio, situado antigamente na rua Barão Geraldo de Rezende, bairro Guanabara, estava ultrapassado. Surgiu, no início de 1948, uma proposta de uma imobiliária interessada em lotear a área do Guanabara ofereceu uma gleba de 50,4 mil m² na chamada “Baixada do Proença”. O negócio foi fechado em 2 de abril, dia do aniversário do clube. Logo depois, o Guarani recebeu a doação de mais dois terrenos ao lado da área negociada, um de 19,405 mil m² e outro de 2,92 mil m².

Em 11 de Julho de 1948, um domingo festivo, que terminaria com mais uma vitória em “Dérbi”, os arquitetos Ícaro de Castro Melo e Osvaldo Correia Gonçalves apresentaram a maquete do novo Estádio. No dia seguinte, na redação do jornal Correio Popular, o jornalista João Caetano Monteiro Filho aguardava um clichê da foto da maquete para completar uma pequena matéria. Ao ver a forma circular e a beleza do novo estádio, veio à mente a imagem de um brinco. E como Campinas era conhecida como a “Princesa D´Oeste”, criou no título um trocadilho que ficaria para a história: “Brinco de ouro para a “princesa”, publicado na página 6 da edição de 13 de Julho. Foi o que bastou para que a população passasse a chamar o futuro estádio dessa maneira. Quando se decidiu pelo nome oficial, não houve dúvida: Brinco de Ouro da Princesa. O Guarani não teve ajuda financeira do poder público. O estádio foi construído pelos bugrinos. Em 31 de maio de 1953, sob a presidência do Dr. Ruy Vicente de Mello, foi inaugurado o Brinco de Ouro da Princesa, com o Guarani vencendo o Palmeiras por 3 a 1. A maior conquista do Guarani foi o título de Campeão Brasileiro de 1978, único time do interior a vencer o campeonato nacional. (Fonte: site do clube)

Tel.: (19) 2136-3400
Horário de funcionamento: Aberto conforme programação.
Endereço: Avenida Imperatriz Dona Teresa Cristina, 87, Jardim Guarani

Bom para: Todas as idades

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ O que fazer?

Rabeca Cultural

Aberto
Avenida Dona Maria Franco Salgado, 250 - Jardim Atibaia (Sousas)

Clube Nashville Academia de Música

Fechado
Rua dos Contabilistas, 139 - Jardim Novo Cambuí

ON THE BUS – festa no ônibus

Aberto
, -

Royal Extreme Park – esportes radicais

Aberto
Rua Alfredo da Costa Figo, 164 - Parque Rural Fazenda Santa Cândida

Clube Hípica Campinas

Consulte
Rua Buriti, s/n - Bairro das Palmeiras

Praça Rui Barbosa

Aberto
Rua Treze de Maio, s/n - Centro