Férias
Confira uma lista com 10 sugestões de passeios próximos a Campinas
Publicado em 6 de janeiro de 2016

Atualizado em 22 de agosto de 2018

Para quem procura alternativas de passeios curtos próximos a Campinas, o portal Campinas.com.br selecionou 10 locais como dicas para sair da rotina. Entre as opções há desde atividades culturais, de lazer para crianças e adultos, passando pelos tradicionais Circuitos das Frutas e das Águas Paulista na região, até a sugestão de conhecer um belo templo budista. Programe-se!

Maria Fumaça

O tradicional passeio em vagões antigos puxados por locomotivas a vapor, a Maria Fumaça é uma das principais atrações turísticas de Campinas e conhecida por ter sido cenário de muitas novelas de época como “Sinhá Moça”, “Terra Nostra” e “Esperança”. O trajeto começa na estação Anhumas, em Campinas, e segue até o município de Jaguariúna. Durante o percurso, monitores especializados vão contando a história do café, das ferrovias e dos trens. São aproximadamente 3h30 de passeio, incluindo ida e volta. Também existe a possibilidade de fazer meio percurso.

Fabricada em 1958, a locomotiva que marcou a época da transição da tração a vapor para a então moderna tração a diesel, foi restaurada com as cores originais da ferrovia. Ela trabalha em conjunto com as locomotivas a vapor nos trens maiores de forma a economizar água e minimizar o risco de incêndios a beira da linha.

Nos dias de passeios regulares (sábados e domingos), os trens serão tracionados por locomotivas a vapor. Em alguns trechos e ao longo do passeio, todos poderão conhecer duas ou três locomotivas diferentes todas em operação.

Serviço:
Local: Estação Anhumas, acesso rodovia Dom Pedro, km 133, perto do Carrefour Dom Pedro
Horário: sábados, às 10h e às 15h, domingos e feriados, às 10h, às 12h30 e 14h30
Informações: (19) 3207-3637 ou 3207-4290
Ingressos: R$ 100 e R$ 80 (inteira) e R$ 75 e R$ 60 (meia)

Wet’n Wild

Um dos maiores parques aquáticos temáticos do Brasil, o Wet’n Wild foi inaugurado dia 10 de outubro de 1998 às margens da Rodovia dos Bandeirantes, no Km 72. Está localizado a apenas 30 minutos de São Paulo e a 15 minutos de Campinas.

O espaço possui área total de 160 mil m², com capacidade para receber 12 mil pessoas por dia, além de contar com 7 milhões de litros de água tratada e reciclada e várias atrações para todas as idades, em uma belíssima área com lago natural e mata nativa.

Em 2018 está celebrando seus 20 anos de operação. Para comemorar a data, o parque traz um calendário com diversos eventos e ações especiais durante todo o ano.

Entre as atividades está um grande show de aniversário e Festa do Havaí, além de outras ações que ainda serão anunciadas.

Também neste segundo semestre, destaque para as “Noites Macabras”. Em sua 4ª edição, o evento, que já foi reconhecimento com prêmio internacional, promete superar os anteriores e trazer mais suspense e mistério durante os meses de agosto e setembro.

Serviço:
Local: Wet’n Wild. Acesso pela Rodovia dos Bandeirantes, km 72 – Itupeva
Horário: segunda a sexta, das 11h às 17h; sábado das 11h30 às 20h e domingo, das 11h às 17h.
Valores: Pontos de vendas R$ 69,00 / Wetshop e Televendas R$ 72,00/ Bilheteria R$ 120,00/ Ingresso para crianças até 1 metro de altura – R$ 20,00
Programação das “Noites Macabras”: datas e os valores podem ser conferidos no site

Hopi Hari

Neste segundo semestre de 2018, o parque Hopi Hari promove a 17ª edição do maior evento de horror da América Latina: “Hora do Horror 2018”. O evento acontece do dia 10 a 28 de agosto, das 11h às 20h30 no parque. Com o tema “Sacrificium”, a organização do evento promete fazer a maior e melhor edição já realizada.

Somente para a Hora do Horror, são mais de 480 pessoas trabalhando: entre elas atores, bailarinos, coreógrafos, cenógrafos, figurinistas e maquiadores. Durante o evento, o desafio, segundo a equipe, será fundir a ficção com realidade, pois abordará conteúdo com fatos já ocorrido na história da sociedade.

Desde a sua reinauguração em agosto de 2017, o novo Hopi Hari, que conta com uma nova administração e está totalmente revitalizado com 95% das atrações em funcionamento, vem apostando em uma estratégia de grandiosos eventos que estão sendo produzidos pelo próprio parque com uma equipe formada por grandes profissionais do ramo.

Serviço:
Local: Parque Hopi Hari. Rodovia dos Bandeirantes, km 72 / Vinhedo – SP (Hopi Hari)
Data: 10 de agosto a 28 de outubro de 2018
Horário: das 11h às 20h30
Mais informações: Central de Vendas (11) 4210-4000 ou na bilheteria do parque. Estacionamento: R$ 40,00 (carros e vans) e R$ 25,00 (motos).

Circuito das Águas Paulista

O famoso Circuito das Águas Paulista, composto por nove cidades, localiza-se na Serra da Mantiqueira, em meio a áreas verdes, clima ameno, paisagens exuberantes e abundância de água com excelente qualidade. Águas de Lindóia, Serra Negra, Jaguariúna, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Amparo, Holambra, Pedreira e Socorro apresentam características específicas que atraem turistas para a região, além de estarem muito próximas a Campinas.

Águas de Lindóia é conhecida como um dos mais importantes centros hidroclimáticos do mundo e suas águas ainda possuem propriedades medicinais. Já Serra Negra tem lindos parques, praças e jardins, e um clima de montanha ricamente oxigenado com temperatura média de 20°C, a cidade é excelente para férias ou atividades de lazer.

Enquanto Águas de Lindóia e Serra Negra encantam pela calmaria, Jaguariúna, a apenas 29km de Campinas, é conhecida pelo seu grande polo industrial. A cidade reúne vários setores da economia e tecnologia de ponta, com opções de serviços, lazer, turismo e estrutura hoteleira e de restaurantes.

Lindóia está localizada no coração do Circuito das Águas e é considerada a “Capital da Água Mineral”, de onde é extraído um volume de 40% da água mineral consumida no Brasil. Já Monte Alegre do Sul é conhecido pela prática do turismo termal, turismo religioso e rural.

A principal atração de Pedreira reside no extenso comércio de louças, porcelanas, vidros, artigos em madeira, alumínio, gesso, resina empregados em peças artísticas, utilitárias e de decoração. Uma cidade pacata e calma. Já Socorro, a 112 km de Campinas, é conhecida como a “Cidade Aventura”, já que oferece vinte opções de atividades radicais para escolher, seja no ar, na terra ou na água.

A colônia holandesa conhecida como cidade das flores, Holambra, que sedia entre agosto e setembro a famosa Expoflora, também traz vários atrativos. Entre os passeios disponíveis estão os campos de produção de flores, e no Museu Histórico e Cultural é possível conferir como a cidade surgiu, através de centenas de fotos tiradas durante todo o processo de imigração e formação da colônia holandesa. Também há réplicas das antigas moradias, implementos e maquinários agrícolas, etc.

Já Amparo é reconhecida especialmente pela preservação de seu patrimônio arquitetônico e histórico.

Outras informações: acesse o site

Expoflora – Holambra

A Expoflora é a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, realizada anualmente em Holambra para dar as boas-vindas à primavera.

Holambra é uma antiga colônia holandesa e seu nome é a junção das palavras Holanda, América e Brasil. A cidade mantêm as características, os costumes holandeses e inclusive a culinária, também divulgados durante a Expoflora.

Apesar de contar com pouco mais de 11 mil habitantes, Holambra é o maior centro de cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais do país e responde por cerca de 40% das vendas do setor.

Por isso, os mais de 300 produtores vinculados à Holambra aproveitam a Expoflora para mostrar aos visitantes as novidades em flores e plantas ornamentais, já que o evento é, hoje, a grande vitrine das novidades da floricultura nacional.

Em sua primeira edição, em 1981, o evento atraiu mais de 12 mil pessoas em um único final de semana. Hoje, mais de 300 mil turistas visitam o evento a cada ano.

Serviço:
Expoflora 2018
Local: Alameda Maurício de Nassau, 675, Centro – Holambra
Data: 24 de agosto a 23 de setembro de 2018 (sexta a domingo)
Horário: das 9 às 19h
Mais informações: (19) 3802-1499 ou acesse o site

Circuito das Frutas

Outra dica de passeio na região é conhecer o Circuito das Frutas, formado por sítios e fazendas que produzem frutas nas cidades de Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Valinhos, Vinhedo e Atibaia.

Uma ótima oportunidade para sentir de perto como é a vida rural, colher frutas no pé, experimentar geleias e doces caseiros e desfrutar também do acolhimento e simpatia das pessoas.

A Rizzatour, de Jundiaí, é uma das agências especializadas em turismo rural e passeios no Circuito das Frutas. Tanto adultos quanto crianças podem se divertir em roteiros pré-agendados, que incluem café da manhã, almoço e passeios às propriedades rurais. Os visitantes podem ainda conhecer outros atrativos e compor o seu roteiro de 1 dia com informações histórico-educativas, visita à Serra do Japi e cachoeiras. Consulte o melhor roteiro para fazer, de acordo com a faixa etária e expectativas do grupo.

A região, que cultiva uvas finas e de mesa, morango, figo, goiabas branca e vermelha, caqui, ameixa, nectarina, pêssego, poncã e acerola, é também conhecida por suas festas tradicionais relacionadas às safras das frutas, como Festa da Uva em Jundiaí e Vinhedo, a Festa do Figo e a Expogoiaba em Valinhos, a Festa do Caqui em Itatiba, a Festa do Morango em Jarinu e Atibaia.

Mais informações:

Acesse: www.circuitodasfrutas.com.brwww.rizzatour.com.br/circuito-das-frutas

Templo Budista Kadampa – Cabreúva

O Centro de Meditação Kadampa Brasil, belíssimo templo budista inaugurado em 2010 em Cabreúva, em plena Serra do Japi, traz sempre várias atividades.

Para quem quer conhecer o espaço, o templo fica aberto para visitação. As visitações públicas gratuitas ocorrem aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h, sendo o horário limite de entrada às 16h30. Também há programação de retiros em fins de semana, inclusive alguns prolongados por feriados.

Visitantes são convidados a fazer uma pausa do estresse da vida comum, enquanto recebem inspiração de amigos espirituais.

O templo de Cabreúva não é apenas um ponto turístico importante, mas também um lugar onde é possível se conectar para alcançar a paz interior.

Serviço:
Local: Centro de Meditação Kadampa Brasil. Av. Cláudio Giannini, 2035, distrito do Jacaré – Cabreúva
Visitação: aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h, com limite de entrada até 16h30
Mais informações e inscrições: budismokadampa.org.br / (11) 4858-0155

Jardim Botânico Plantarum – Nova Odessa

Quem se interessa pelo universo das plantas e procura um lugar especial para passear na região de Campinas, uma dica é o belo Jardim Botânico Plantarum, em Nova Odessa.

O acervo vivo do espaço é constituído por exemplares de mais de 3700 espécies vegetais, identificadas e cultivadas em 17 jardins temáticos com lagos, canteiros floríferos, bosques de árvores nativas com áreas sombreadas e painéis interpretativos.

O local ainda conta com o charmoso restaurante Naiah. O cardápio da casa traz uma boa variedade de vinhos, peixes, frutos do mar, carnes, risotos e massas, além de contar com a disposição do jardim para disponibilizar as chamadas plantas alimentícias não convencionais (PANCS).

O restaurante tem como diferencial disseminar o conhecimento sobre essas plantas, elaborando pratos inusitados e com sabores tão pouco explorados.

Serviço:
Local: Jardim Botânico Plantarum. Av. Brasil, 2000 – Nova Odessa. (19) 3466-5587
Horário de funcionamento: de quarta a domingo e feriados, das 9 às 17 horas
Entrada: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada para estudante, professores e maiores de 60 anos). Crianças até cinco anos e aniversariantes do mês não pagam ingresso, mediante apresentação de documento oficial na recepção
Mais informações no site www.plantarum.org.br

Zooparque Itatiba

Localizado em Itatiba, o parque é considerado o primeiro zoológico temático do Brasil. Em uma área de 500 mil m² convivem em relativa liberdade mais de 1.400 animais. É um zoológico de Biomas, que conta com um dos maiores aviários do Brasil, com mais de 500 espécies – algumas até raras -, procedentes de outros países e do Brasil.

Pela trilha ali existente, é possível percorrer a pé toda a extensão do parque até avistar com bastante proximidade papagaios, águias, tucanos, avestruzes, tigres, rinocerontes, macacos, hipopótamos, antílopes, lobos, lontras, jacarés, entre outros diversos animais do Cerrado, da Savana Africana e do Bosque de Pinheiros Australianos.

Aberto diariamente das 9h às 17h, possui restaurante, lanchonete, playground, loja de artesanato e estacionamento. Visitantes apreciam os viveiros e os bichos, em ambientes recriados para relembrar o habitat natural.

Além do universo de entretenimento, o Zooparque tem um compromisso social e ecológico com a natureza. Oferece programas e cursos de educação ambiental voltados para as crianças, pais, estudantes e professores, com o intuito de alertar e conscientizar sobre a necessidade de preservação da flora, da fauna e de todo o meio ambiente.

Serviço:
Local: Rodovia D. Pedro I , km 95,5, Paraíso das Aves – Itatiba. (11) 4487-8205 ou 4487-8333
Funcionamento: aberto diariamente das 9h às 17h
Preço: 50,00 (inteira), 25 (professores, estudantes, com apresentação de comprovantes, e melhor idade, acima de 60 anos) (meia), 25,00 (3 a 12 anos) (crianças) e até 3 não paga

Museus de São Paulo (algumas exposições permanentes)

Museu do Futebol

Localizado em uma área de 6.900 m2 no avesso das arquibancadas, na entrada principal de um dos mais antigos estádios brasileiros, o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho – o Pacaembu, o Museu do Futebol foi inaugurado em 29 de setembro de 2008 e, portanto, está completando 10 anos em 2018, e é um dos museus mais visitados do país.

A exposição principal, distribuída em 15 salas temáticas, narra de forma lúdica e interativa, como o futebol chegou ao Brasil e se tornou parte da nossa história e nossa cultura.

É um museu aberto ao convívio de todos os públicos, amantes ou não do esporte mais popular do planeta. O atendimento ao visitante é prioridade nas ações educativas do Museu, que também concebe e desenvolve exposições temporárias e itinerantes, além de diversificada programação cultural.

Serviço:
Local: Museu do Futebol. Praça Charles Miller, s/n, Estádio do Pacaembu – SP. (11) 3664-3848
Horário de funcionamento: de terça a domingo, ds 9h às 17h; feriados, das 10h às 17h
Entrada: R$ 9 (inteira) e R$ 4,50 (meia-entrada). Gratuita aos sábados

Museu Catavento

O Catavento Cultural e Educacional é um museu interativo, inaugurado em 2009 com o propósito de se dedicar às ciências. Está localizado no Palácio das Indústrias, em São Paulo.

O espaço de 4.000 metros quadrados é dividido em 4 seções: “Universo”, “Vida”, “Engenho” e “Sociedade”, e conta com 250 instalações. Voltado ao público jovem, foi fundado pelas secretarias de cultura e educação do município, com um investimento de 20 milhões de reais após 14 meses de construção.

Serviço:
Local: Museu Catavento. Av. Mercúrio, s/n – Brás, São Paulo
Funcionamento: de terça a domingo com entrada das 9h às 16h e permanência no museu até as 17h
Entrada: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada)
Mais informações: www.cataventocultural.org.br ou (11) 3315-0051

Pinacoteca 

A Pinacoteca de São Paulo é um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade. Fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo, é o museu de arte mais antigo da cidade.

Ela está instalada no antigo edifício do Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, que depois passou por uma ampla reforma com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha no final da década de 1990.

O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência de 20 obras do Museu Paulista da Universidade de São Paulo de importantes artistas da cidade como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Antônio Parreiras e Oscar Pereira da Silva. Com o passar dos anos formou um significativo acervo, com quase 10 mil obras.

Pinacoteca Estação

Em 2004 a Pinacoteca incorporou o edifício do Largo General Osório que, originalmente, abrigava armazéns e escritórios da Estrada de Ferro Sorocabana.

O edifício foi totalmente reformado pelo arquiteto Haron Cohen, passa a chamar-se Estação Pinacoteca, hoje Pina Estação, para receber parte do programa de exposições temporárias.

No térreo está instalado o Memorial da Resistência de São Paulo criado na parte do edifício que sediou o Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops/SP), entre os anos 1940 e 1983.

A instituição se dedica a preservar as memórias da resistência e repressão política do Brasil republicano. Estão no primeiro andar o Centro de Documentação e Memória e a Biblioteca Walter Wey, que apresenta um significativo acervo de artes visuais, com destaque para arte brasileira.

Serviço:
Local: Pinacoteca. Praça da Luz, 2, bairro Luz – São Paulo
Funcionamento: de quarta a domingo, das 10h às 17h30; de segunda, das 10h às 17h30 (terça fechado). Em feriados, os horários variam
Valor do ingresso (Pina Luz – exposições permanentes): R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia). Menores de 10 anos e maiores de 60 são isentos de pagamento. Aos sábados a entrada é gratuita para todos. Pina Estação (temporárias): entrada temporariamente gratuita
Mais informações: (11) 3324-1000 ou pinacoteca.org.br

Fotos: Maria Fumaça – André Gehringer

VEJA AINDA:
Feriado de 7 de setembro: veja um roteiro com várias dicas de atrações em Campinas e região!

Compartilhe

Copyright ©2010-2018 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados.

+ Férias