Turismo

Confira os principais pontos turísticos das cidades que compõem o Circuito das Águas Paulista

Publicado em 20 de fevereiro de 2018

As nove cidades que compõem o Circuito das Águas Paulista localizam-se na Serra da Mantiqueira, em meio à áreas verdes, tendo em comum o clima ameno, a natureza, paisagens exuberantes e abundância de água com excelente qualidade. Assim, conheça um pouco mais sobre essas cidades que compõem um agradável roteiro turístico próximo a Campinas.

Amparo:
Um dos principais destinos turísticos do estado de São Paulo, a cidade, uma Estância Hidromineral, traz fragmentos do final do século XVIII, como edificações dos tempos da implantação das lavouras cafeeiras, casas com portas e janelas inspirando uma atmosfera colonial, além de jardins e um conjunto arquitetônico religioso. Outros atrativos são o turismo rural com caminhadas por fazendas, vinícolas, ranchos e comércio de aguardente de cana e também as visitas em locais de patrimônio histórico cultural como a Estação Ferroviária da Companhia Mogiana, Observatório Municipal e o Museu Histórico “Bernardino de Campos”. A Casa Artesanal, no Centro da cidade, também é um lugar de parada obrigatória para fazer compras de roupas, artesanato e lembranças. Para receber os turistas, a cidade dispõe de vários hotéis e chalés que ficam cheios especialmente no inverno.

Águas de Lindóia:
A cidade, conhecida como um dos mais importantes centros hidroclimáticos do mundo, apresenta o benefício das águas quentes medicinais. Localizada em um dos lençóis de maior abundância de água mineral, Águas de Lindóia possui propriedades medicinais que dão um lugar de destaque à estância, devido o campo de pesquisa e busca da recuperação na saúde. O turismo é voltado para cura, repouso e lazer. Para as pessoas radicais que querem aventuras, as opções são as caminhadas por sítios e bosques, além da prática de arvorismo. Com uma altitude média de 945 metros e uma área com montes e vales na Serra da Mantiqueira, a cidade também se destaca pela indústria da malharia, da confecção de peças de couro e produção de doces e frutas regionais.

Holambra:
Com pouco mais de 13 mil habitantes, Holambra tem em seu nome a junção das palavras Holanda, América e Brasil. A cidade, uma colônia de imigrantes holandeses, é, atualmente, grande produtora e o maior centro de comercialização de flores e de plantas ornamentais do Brasil. As duas cooperativas – Veiling e Cooperflora – respondem por 45% do mercado nacional de flores. A cidade realiza anualmente a Expoflora, maior exposição de flores e de plantas ornamentais da América Latina, que ocorre entre o final de agosto e setembro. O Museu Histórico e Cultural de Holambra , localizado na av. Maurício de Nassau, no centro de Holambra, expõe a história de imigração e colonização holandesa por meio de um acervo de duas mil fotos, réplicas de casas de pau-a-pique e alvenaria devidamente mobiliadas da época, como também, objetos, maquinarias e tratores utilizados pelos imigrantes. O Moinho dos Povos Unidos e o Grande Portal também estão entre as atrações turísticas da cidade, além da gastronomia típica.

Jaguariúna:
Conhecida pelo seu grande polo industrial, a cidade promove vários setores da economia e tecnologia de ponta, com várias opções de lazer, turismo, estrutura hoteleira e rota gastronômica. Jaguariúna conta com vários espaços de uso público para a prática de esportes e entretenimento. Com tanto espaço, a capital nacional do cavalo, poderia receber o título de a cidade das praças, parques e áreas verdes. A cidade também oferece alternativas para o turismo rural como atividades equestres, radicais e de aventura , além de ter espaço para saborear refeições caseiras e degustar cachaças artesanais. Além de vários pontos de visitação, Jaguariúna preserva um patrimônio histórico ferroviário com o trem turístico Maria Fumaça e o Museu Ferroviário.

Lindóia:
Na Estância Hidromineral de Lindóia, com pouco mais de 5 mil habitantes, a tranquilidade e a qualidade de vida estão presentes através da boa infra-estrutura. Considerada a capital nacional da água mineral, pelo motivo de que 40% de toda água mineral consumida no país vir de lá, a cidade também apresenta um turismo rural por sítios e engenhos que atrai o turista pela beleza das paisagens. Forte também na área gastronômica, com comidas caseiras, Lindóia é um ponto de descanso e impressiona por sua alta expectativa de vida.

Monte Alegre do Sul:
A fauna e a flora, aliadas ao relevo, resultam em lindas paisagens naturais de montanhas. Monte Alegre do Sul é cortada pelo rio Camanducaia e por ribeirões e córregos que fluem em terras montanhosas, embelezando ainda mais a bucólica paisagem natural dessa cidade. Com uma população em torno de 6 mil pessoas, a cidade atrai turistas devido à tranquilidade proporcionada. Com vários pontos turiísticos, como o Balneário Municipal, o Santuário Bom Jesus, fazendas e alambiques, a cidade apresenta construções antigas, preservando o estilo arquitetônico colonial da época do café.

Pedreira:
A cidade, capital da porcelana, está às margens do rio Jaguari o que proporciona um atrativo para o turismo rural, com riachos e cachoeiras. Outro ponto forte é a gastronomia da cidade que inclui restaurantes com comidas caseiras, especializadas em peixes, pizzarias, pastelarias, cafés e sorveterias. Com lojas especializadas no atendimento ao turista, sua principal atração reside no extenso comércio de louças, porcelanas, vidros, artigos em madeira, alumínio, gesso, resina, empregados em peças artísticas, utilitárias e de decoração. As mais de 250 lojas especializadas na venda desses produtos estão instaladas em pontos de fácil acesso, atendendo ao público inclusive nos fins de semana e feriados.

Serra Negra:
A Estância Hidromineral possui um clima ameno, com as características naturais de relevo, cachoeiras e paisagens que atraem os turistas, além das compras de roupas de inverno. Conhecida como um dos principais destinos do circuito das malhas, Serra Negra e, também Socorro, são os municípios que concentram o comércio de produtos em lã, linha e couro no Circuito das Águas. Já em Águas de Lindóia estão localizadas as confecções dos produtos.  A cidade possui um comércio que funciona de segunda a segunda, com mais de 400 lojas. Também há uma diversificação de locais de hospedagens, com muitos hotéis, pousadas, hotéis fazenda e pensões. Os turistas ainda procuram no município atividades de lazer como passeios rurais por fazendas com plantações de café, vinicultura, além de parques e jardins. Também há outras opções como o teleférico que proporciona uma bela vista da cidade e os trenzinhos com roteiros diferenciados.

Socorro:
Junto à Serra da Mantiqueira, a cidade tem relevo montanhoso e grande potencial hidrográfico, sendo conhecida por seus diversos parques de turismo de aventura. É hoje uma das principais cidades do Circuito Nacional e também faz parte do Projeto Socorro Acessível, em que as práticas esportivas incluem pessoas com necessidades especiais, proporcionando momentos de lazer para pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. Para quem é viciado em adrenalina, gosta de emoções fortes e adora sair do lugar comum, Socorro é o local ideal para extravasar tudo isso, com práticas de rafting, rapel, tirolesa e arvorismo. Com influência dos italianos que vieram para o Brasil trabalhar nas fazendas de café, Socorro tem como principal atividade econômica o comércio de malharias e artesanatos. O turista tem várias opções para comprar, ganhando em qualidade e economizando no preço.

Serviço:

Fonte, fotos e mais informações sobre o Circuito: www.circuitodasaguaspaulista.sp.gov.br

Compartilhe

Contatos Campinas.com.br:

Redação: (19) 2511-3738

Comercial: (19) 9 8454-0081

E-mail: contato@campinas.com.br

Envie um WhatsApp para o comercial

Cadastro Newsletter:

Cadastre-se para receber todas as novidades do Campinas.com.br

Faça sua divulgação no Campinas.com.br Divulgue seu estabelecimento no Guia + Clube Campinas

Copyright ©2010 - 2019 Campinas.com.br. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Ideia74

+ Turismo